fbpx

Quer vender comida pelos aplicativos de comida? Como colocar sua empresa no Ifood, Uber Eats ou demais aplicativos

Já parou para imaginar que houve tempos que para pedir comida era necessário usar o telefone e ligar para o restaurante? E o melhor é que não se trata de um passado muito distante. Ainda bem que os aplicativos de delivery chegaram e revolucionaram a forma de comprar comida. 

E com tanta gente comprando pelos aplicativos, nada mais justo que os estabelecimentos de comida comecem a querer entrar também nesta fatia. O engraçado é que muitas empresas de menor porte acreditam que não podem usar aplicativos, que apenas as grandes redes estão lá.

Se este é seu caso, a boa notícia é que podem sim usar estes aplicativos. Não sabe como fazer isso? Não se preocupe pois preparamos um conteúdo para te ajudar. Então fique até o final e descubra o que fazer.

Eles vieram para ficar

Alguns anos atrás, para pedir comida era necessário entrar em contato pelo whatsApp ou pelo arcaico telefone. No entanto, essa realidade mudou em 2011, quando um certo aplicativo apareceu. Ele mesmo, o Ifood. 

Principal referência entre os aplicativos de entrega, o Ifood conta atualmente com milhões de usuários, tanto de consumidores quanto de empresas parceiras que aumentaram suas vendas significativamente. 

Claro, com tanto sucesso, outros aplicativos de entrega apareceram, mas ainda sim o Ifood é o mais lembrado. Tanto, que esta é umas das 10 marcas mais lembradas pelos brasileiros, segundo a revista Exame.

Com tanta gente usando aplicativos de entrega, quem não quer aproveitar esta oportunidade, não é mesmo? No entanto, você sabe como se cadastrar em um App de entregas? Fica tranquilo que é simples, a gente explica. 

Como se cadastrar?

Atualmente, existem diversos aplicativos especializados em entregas. No entanto, muitas empresas não sabem como se cadastrar nas plataformas. Não se preocupe, pois preparamos  um pequeno guia de orientação nas principais.

iFood:  Basta entrar no sitefazer o cadastro do seu estabelecimento. O interessante é que existem duas opções, para restaurantes ou mercados.

Uber Eats: Este é um dos aplicativos mais conhecidos, principalmente pelo seu sistema de transporte. Para se cadastrar , basta acessar o site. Caso você já use o aplicativo como meio de transporte, existe uma aba que te transporta para a parte de alimentos. 

99 Food: Já neste app, basta acessar o portal e fazer seu cadastro. Lá, é possível também categorizar qual é o tipo do seu estabelecimento. 

Rappi: Quem deseja vender pelo Rappi deve entrar pelo site da plataformaO legal do Rappi é que eles não trabalham apenas com alimentos, mas qualquer necessidade. 

Zé Delivery: Este é um app voltado principalmente para a entrega de bebidas, mas isso não significa que outros petiscos também não estão disponíveis. Para se cadastrar é muito simples, também basta acessar o site. 

É importante lembrar que estes não são os únicos aplicativos de entrega que existem, há outros que também podem (e devem) ser usados. Há também em algumas cidades que contam com os apps locais, que não devem ser deixados de lado.

Cada aplicativo tem suas taxas e regras, todas as informações que precisa é possível encontrar no site de cada um deles. 

O interessante é pesquisar na sua região quais são os aplicativos mais utilizados pelos moradores e a partir daí escolher quais são os mais interessantes para o seu empreendimento.

Preciso pagar para usar os aplicativos? 

Para estar nestes aplicativos é necessário sim fazer um investimento. 

No caso do iFood, atualmente existem dois planos disponíveis. O primeiro é o básico, onde a entrega é feita pelo próprio restaurante, o iFood fica com 12% sobre o valor de todos os pedidos mais 3,5% dos pedidos com pagamentos feitos pelo aplicativo. Além disso, há a mensalidade de R$ 100,00 caso o faturamento seja maior que R$ 1.800,00 por mês. 

Já no segundo plano, a entrega é realizada pelos parceiros do iFood e a comissão é de 23% sobre o valor dos pedidos, mais 3,5% pelos pagamentos via App. Já a mensalidade é de R$ 130,00 apenas se o faturamento for maior que R$ 1.800,00

Já no Uber Eats é feito um cálculo mais particular. Existe uma taxa de ativação do plano, onde o proprietário realiza seu cadastro, além de criar o cardápio. Depois, a taxa se trata de uma porcentagem em cada pedido realizado. Para os empreendedores que desejam maiores informações o Uer Eats orienta entrar em contato por e-mail: restaurantesbr@uber.com

O 99 Food não determina um valor único, cada região pede um cadastro para o empresário e a partir daí ele fornece o valor das taxas, 10% sem a opção de entrega e 27% para quem precisa do entregador da empresa. 

Já o Rappi, funciona um pouco diferente, além de não ter uma mensalidade, as entregas podem ser feitas durante 24 horas, de acordo com cada empresa. Inicialmente é cobrada uma taxa cadastral no valor de R$ 40,00 que é descontada apenas no primeiro repasse. Depois, o aplicativo cobra a Taxa de Pagamento de Crédito, que nada mais é do que 3,5% do valor da venda. 

Por fim, mas não menos importante, o Zé Delivery. No caso deste aplicativo, são eles que repassam o preço de vendas para os fornecedores, já que eles oferecem descontos diretamente com a Ambev. O ganho da distribuidora é de uma taxa do produto, além de um valor para o entregador. Vale lembrar que o Zé Delivery tem algumas exigências dos seus parceiros, como quantidade de freezers, ter acesso a internet, aceitar cartões de crédito e débito, além de emitir cupom e nota fiscal. 

Quem não é visto não é lembrado

Ok, você sabe o quão é importante estar nos aplicativos de entrega. No entanto, isso não é o suficiente para aumentar suas vendas. Isso porque, mais do que estar presente, é necessário chamar a atenção do seu público, claro, de forma  positiva. 

Pensando nisso, algumas dicas básicas são importantes para garantir este sucesso, veja algumas delas:

Cuidado com a avaliação

Um dos primeiros critérios para a escolha do lanche ou refeição é a avaliação, ou seja, a nota que o cliente dá para o seu estabelecimento. Todo mundo que consome alimentos através dos aplicativos observa as notas antes de comprar. 

E para manter as notas, não tem jeito, é preciso prestar um serviço que agrade aos clientes. Portanto, garantir essa qualidade é importante. Desde a produção dos alimentos, até a entrega e atendimento ao cliente. 

Use e abuse de fotos apetitosas

Quem nunca ouviu a seguinte expressão: “comemos primeiro com os olhos”? Pode parecer clichê, mas é a verdade. Não tem nada mais apetitoso do que ver aquela imagem  maravilhosa da sua comida favorita, por isso é importante garantir que as fotos tenham boa qualidade. 

Uma dica é produzir fotografias profissionais. Existem empresas especializadas em realizar materiais exclusivos para a divulgação em aplicativos de entrega. Um bom exemplo é a T42, a Agência de Marketing Digital produz fotos e descrições diferenciadas para subir nos Apps. Ter um material feito por profissionais traz um retorno significativo para o seu negócio. Pode apostar! 

Muito se engana quem acredita que é um material caro, impossível de fazer. Este é um investimento válido, com preço acessível e que vai trazer retorno para sua empresa. 

Que tal ter um material completamente exclusivo e que vai dar um up no seu perfil nos aplicativos de comida? Se você ainda não conhece este serviço, não se preocupe, é possível ter todas as informações aqui. Mas, se mesmo assim você quiser conversar com alguém e tirar todas as dúvidas, não se preocupe, basta entrar em contato com a Agência T42 e obter mais informações. 

 

sumário

Inscreva-se na nossa Newsletter:

Não pare por aqui

Mais para explorar